- -

Estudo da microcelulose em compósitos cimentícios

RiuNet: Institutional repository of the Polithecnic University of Valencia

Share/Send to

Cited by

Statistics

Estudo da microcelulose em compósitos cimentícios

Show simple item record

Files in this item

dc.contributor.author Silva, Lívia es_ES
dc.contributor.author Parveen, Shama es_ES
dc.contributor.author Gomes Filho, Aloysio es_ES
dc.contributor.author Fangueiro, Raul es_ES
dc.contributor.author Sardeiro, Paula es_ES
dc.contributor.author Vanderlei, Romel es_ES
dc.date.accessioned 2018-05-02T10:36:24Z
dc.date.available 2018-05-02T10:36:24Z
dc.date.issued 2018-03-06
dc.identifier.isbn 9788490485910
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10251/101205
dc.description.abstract [PT] Materiais em escala nano e micro oferecem novas possibilidades para compósitos cimentícios com melhor desempenho mecânico. Os tamanhos reduzidos permitem interações entre a celulose e o sistema de cimento, contribuindo de forma potencial para o combate das microfissuras e aumento da resistência do concreto. A metodologia da pesquisa seguiu um roteiro em que foram realizados ensaios com argamassas confeccionadas contendo diferentes dosagens de MCC (microcelulose cristalina) em relação à massa de cimento, em que foram feitos os ensaios de degradação em meio alcalino da MCC, e resistências à compressão e à flexão de compósitos cimentícios. Em relação a degradação em meio alcalino, observou-se pequenas alterações na estrutura química da MCC, e que as alterações se tornam mais efetivas quanto maior o tempo de exposição da MCC ao meio alcalino. Em relação às resistências à compressão, observou-se um aumento de resistência da ordem de 30% quando adicionado 0,2% de MCC, em relação a massa de cimento, se comparado aos compósitos sem MCC. Em relação à resistência à flexão, observou-se um aumento progressivo até a porcentagem de 0,6% de MCC, sendo esta que deteve o pico máximo de resistência de 7,67 MPa, representando aumento de 20% em relação aos compósitos sem MCC. es_ES
dc.format.extent 10 es_ES
dc.language Portugués es_ES
dc.publisher Editorial Universitat Politècnica de València es_ES
dc.relation.ispartof HAC 2018. V Congreso Iberoamericano de hormigón autocompactable y hormigones especiales es_ES
dc.rights Reconocimiento - No comercial - Sin obra derivada (by-nc-nd) es_ES
dc.subject Microcelulose es_ES
dc.subject Resistência à compressão es_ES
dc.subject Microfissuras es_ES
dc.title Estudo da microcelulose em compósitos cimentícios es_ES
dc.type Capítulo de libro es_ES
dc.type Comunicación en congreso es_ES
dc.identifier.doi 10.4995/HAC2018.2018.6275
dc.rights.accessRights Abierto es_ES
dc.description.bibliographicCitation Silva, L.; Parveen, S.; Gomes Filho, A.; Fangueiro, R.; Sardeiro, P.; Vanderlei, R. (2018). Estudo da microcelulose em compósitos cimentícios. En HAC 2018. V Congreso Iberoamericano de hormigón autocompactable y hormigones especiales. Editorial Universitat Politècnica de València. 311-320. doi:10.4995/HAC2018.2018.6275 es_ES
dc.description.accrualMethod OCS es_ES
dc.relation.conferencename HAC2018 - V Congreso Iberoamericano de Hormigón Autocompactable y Hormigones Especiales es_ES
dc.relation.conferencedate March 05-06,2018 es_ES
dc.relation.conferenceplace Valencia, Spain es_ES
dc.relation.publisherversion http://ocs.editorial.upv.es/index.php/HAC-BAC/HAC2018/paper/view/6275 es_ES
dc.description.upvformatpinicio 311 es_ES
dc.description.upvformatpfin 320 es_ES
dc.type.version info:eu repo/semantics/publishedVersion es_ES
dc.relation.pasarela 6275 es_ES


This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record